pressione enter para pesquisar
10Jul

O que é e para que serve a NR 10?

As Normas Regulamentadoras relativas à saúde e segurança do trabalho são obrigatórias para todas as empresas privadas e públicas, para os órgãos públicos da administração direta e indireta, bem como para os órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário que possuem empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O não cumprimento de tais normas legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho acarreta ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação brasileira.

Para minimizar o risco associado ao uso da energia elétrica em ambientes industriais, existem normas a serem seguidas e uma das mais importantes é a NR-10, que dispões sobre a “Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade”.

A NR-10 estabelece os requisitos e condições mínimas aos profissionais que direta ou indiretamente interajam em instalações elétricas e serviços com eletricidade. Essa norma objetiva a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

 

Qual a aplicação da NR-10?

Esta NR se aplica exclusivamente às fases de geração, transmissão, distribuição e consumo de energia, incluindo as etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção das instalações elétricas e quaisquer trabalhos realizados nas suas proximidades.

É importante lembrar que apenas pessoas autorizadas e com treinamento específico e obrigatório, com grade curricular estabelecida pela norma, podem acessar e trabalhar em instalações elétricas. No item 10.8 da NR-10 podemos ver essas e outras obrigatoriedades que a norma estabelece em relação à "habilitação, qualificação, capacitação e autorização dos trabalhadores".

No item 10.10 a NR-10 se refere a sinalização de segurança e trata da obrigatoriedade do bloqueio, travamento e sinalização de dispositivos e sistemas, também conhecido como lockout e tagout (LOTO).

 

Entenda um pouco melhor sobre estes dois pontos a seguir!

 

Sinalização de segurança

A sinalização é uma das mais importantes medidas de segurança para ambientes de trabalho em que os riscos de acidentes são iminentes como, por exemplo, na construção civil, transporte, hospitais e indústrias que lidam com máquinas e equipamentos pesados.

Assim, pode ter três funções diferentes: orientação (como rota de fuga e o mapa de riscos, por exemplo), segurança (alerta sobre situações perigosas e equipamentos de proteção necessários para evitar acidentes em determinada atividade) e emergência (indicam as ações que devem ser feitas caso ocorram eventos não programados e que possam expor à acidentes).

Entre as medidas de proteção previstas está o uso da proteção coletiva (Equipamentos de Proteção Coletiva – EPCs), administrativas ou de organização do trabalho e de proteção individual (Equipamentos de Proteção Individual – EPIs).

Exemplos de EPIs: capuz ou balaclava para a proteção da cabeça; protetores auriculares e abafadores de ruídos para proteção auditiva; óculos e viseiras para proteção de olhos e face, luvas e mangotes para proteção de mãos e braços; máscaras e filtros para proteção respiratória, coletes e macacões para proteção do corpo; sapatos, botas e botinas para proteção de pernas e pés.

 

Os EPCs, dispositivos instalados e utilizados no ambiente de trabalho para a proteção coletiva, englobam as medidas possíveis de sinalização existentes são muito importantes pois não dependem da atitude do funcionário para que sejam eficazes, sendo as medidas de proteção coletiva prioridade em qualquer empresa.

Exemplos de EPCs: cones, correntes, faixas de segurança; placas de sinalização; sirenes, alarmes e alertas luminosos nas empilhadeiras; grades de contenção; barreiras contra luminosidade ou radiação; bloqueio tipo cadeado e garra que servem para impedir o religamento de máquinas, equipamentos ou painéis elétricos durante o período de manutenção; sistema de ventilação e exaustão para eliminar gases, vapores ou poeiras contaminantes.

 

Saiba mais sobre o uso de EPCs e EPIs aqui!

 

Lockout e tagout (LOTO)

Quando se trabalha com energia elétrica é fundamental que todas as medidas de segurança sejam colocadas em prática. A NR-10 prevê a implementação de medidas de segurança como o bloqueio e a etiquetagem para evitar acidentes no ambiente industrial.

Assim, a norma descreve detalhadamente o passo a passo de como deve ser feita a desenergização e a reenergização de máquinas e equipamentos industriais. Segundo o texto, para ser considerada desenergizada, uma instalação elétrica deve passar pelos seguintes passos:

1- Seccionamento;

2- Impedimento de reenergização;

3- Constatação da ausência de tensão;

4- Instalação de aterramento temporário com equipotencialização dos condutores dos circuitos;

5- Proteção dos elementos energizados existentes na zona controlada;

6- Instalação da sinalização de impedimento de reenergização.

 

O fato de usar uma trava ou bloqueio tipo cadeado, garras e outros dispositivos, evita acidentes. Por isso a importância de implementar procedimentos de Bloqueio e Etiquetagem. Pensando nisso, a Tagout produz cadeados plásticos especiais, garras de bloqueio, bloqueio de disjuntores e outros dispositivos para auxiliar as empresas a se adequarem as normas vigentes.

 

Entenda mais sobre os procedimentos de bloqueio e travamento aqui!

 

Assim, a sinalização e o bloqueio são mecanismos de aplicação fundamental a fim de evitar acidentes de trabalho, garantindo a segurança de todos os funcionários, direta ou indiretamente envolvidos.

 

Comportamento seguro: como proteger a equipe?

O dever de zelar pela saúde e segurança dos trabalhadores é da empresa. No entanto, o comprometimento para que isso aconteça, deve ser de toda a equipe. Isto porque o melhor dispositivo de segurança ainda é um empregado bem treinado, atento e cuidadoso.

Além da aplicação de toda a legislação e dos mecanismos de segurança obrigatórios, é importante que todos tenhamos consciência de que o comportamento seguro faz toda a diferença.

O primeiro passo é estabelecer um programa que valorize os comportamentos seguros nas atividades elétricas e as melhores práticas no local de trabalho. Entre os benefícios para a empresa estão a redução do número de acidentes, a maior competitividade no mercado, o aumento de produtividade dos trabalhadores e o comprometimento da equipe.

Também é importante capacitar os trabalhadores para que as atividades que envolvem o manuseio da energia elétrica sejam seguras. A Tagout oferece um serviço completo de consultoria de engenharia em Implantação do Programa de Controle de Energias Perigosas (PCEP), também chamado LoTo (Lockout Tagout), que inclui:

- Diagnóstico inicial;

- Elaboração de procedimentos;

- Treinamento;

- Auditorias.

 

Para mais informações, dúvidas e consultoria entre em contato através do e-mail [email protected] ou pelo telefone (19) 3876-2186.

compartilhe:
Receba nosso informativo
cadastre-se e receba em seu e-mail nossas notícias
cadastrar
+55 19 3500.8210
+55 19 3500.8219

Rua José Gallo, 258
Vista Alegre – Vinhedo/SP - Brasil
CEP: 13285-332
© TAGOUT 2017 - Todos os direitos reservados. Política de privacidade