pressione enter para pesquisar
04Mar

Como elaborar um procedimento de Bloqueio e Etiquetagem ou Lockout / Tagout (LOTO)

Para todas as empresas que desejam se adequar a NR10, NR 12 e NR 33, aprenda a elaborar seu próprio Procedimento de Bloqueio e Etiquetagem.

Em primeiro lugar, é preciso entender a diferença entre Procedimento e Instrução de Trabalho. O Procedimento define um método, regras, enquanto a Instrução de Trabalho define uma atividade, um padrão técnico.

Exemplo de Procedimento de Bloqueio e Etiquetagem

Controle de documentos;

Controle de registros;

Controle de produtos não-conforme;

Ação corretiva;

Ação preventiva;

Auditoria interna;

Além de um processo completo de um determinado departamento ou setor.

Exemplo de Instruções de Trabalho (IT)

Operação de máquina de fresa;

Armazenagem de matéria-prima a granel;

Validação de novos produtos projetados;

Seleção de candidatos a vagas de empregos;

Polimento;

Abastecimento de matéria-prima;

Além de atividades como vendas internas, atendimento ao cliente etc.

Esta diferenciação é importante, pois poderemos elaborar tanto Procedimentos quanto Instruções de Trabalho para as operações com Bloqueio e Etiquetagem.

Podemos elaborar um Procedimento de Bloqueio e Etiquetagem que servirá para todas as operações em máquinas e equipamentos. Caso seja necessário especificar mais detalhadamente as etapas de bloqueio em determinado equipamento, podemos elaborar uma Instrução de Trabalho mostrando detalhes de onde desligar e em quais situações.

Na maioria dos casos, um Procedimento geral bem feito supre todas as necessidades. Neste caso, quem fará a avaliação de quais disjuntores, seccionadoras, válvulas ou demais itens serão desligadas e bloqueadas será o pessoal técnico. Para cada situação exigirá uma avaliação do técnico responsável.

Sobre o Treinamento de Bloqueio e Etiquetagem

O treinamento teórico e prático garantirá o uso correto do procedimento e dos dispositivos de bloqueio.

Recomendamos pelo menos 2 horas de treinamento para todos os técnicos que farão os travamentos. É importante que após o treinamento seja feita uma avaliação prática e teórica para verificar o nível de aprendizado. Esta prova servirá como evidência da participação do técnico no treinamento e que o mesmo foi efetivo, ou seja, houve aprendizado adequado para a execução da tarefa.

Sugerimos que seja escolhido pelo menos 1 técnico por turno para serem os multiplicadores deste treinamento. Os multiplicadores serão responsáveis por treinar novos técnicos, que por algum motivo não participaram do treinamento anterior, reforço anual.

Sobre a auditoria de Bloqueio e Etiquetagem

O principal objetivo da auditoria é verificar se os técnicos estão realizando os bloqueios corretamente conforme o procedimento. Caso não estejam, é preciso verificar qual o real motivo pelo qual não estejam fazendo. Pode ser que não tenham participado do treinamento ou não possuem os dispositivos de bloqueio adequados, ou até mesmo que o equipamento não permite o bloqueio por não estar adequado, ou por algum motivo de processo industrial não é possível desligar o equipamento durante a manutenção, entre outros.

Desta forma, a auditoria serve para entender o que está ocorrendo na prática e como os problemas podem ser resolvidos. Para cada problema resolvido, se corrige o procedimento e se treina novamente.

Para elaborar seu próprio Procedimento sugerimos considerar os questionamentos listados  no nosso Ebook "Como elaborar um procedimento de Bloqueio e Etiquetagem ou Lockout / Tagout (LOTO)", pois o mesmo deve ser elaborado de acordo com as características operacionais de cada empresa.

 

compartilhe:
Receba nosso informativo
cadastre-se e receba em seu e-mail nossas notícias
cadastrar
+55 19 3500.8210
+55 19 98971.0324
+55 19 99345.1934

Rua José Gallo, 258
Vista Alegre – Vinhedo/SP - Brasil
CEP: 13285-332
© TAGOUT 2017 - Todos os direitos reservados